Pages Navigation Menu

Peroni apaixonada pela Úmbria

O coração verde da Itália foi escolhido mais uma vez para a colheira da cevada destinada à célebre cerveja

Para que a cerveja seja excelente, são fundamentais as matérias-primas de qualidade. Por isso a Peroni, marca tradicional italiana famosa em todo o mundo, escolheu pelo terceiro ano consecutivo inaugurar a colheira da cevada na Úmbria, mais especificamente em Deruta, cidade onde está situada a empresa agrícola de Paolo Palmerini. O agricultor do setor também cedeu o seu rosto para a nova campanha publicitária da Peroni Gran Riserva.

A colheita é um momento muito importante para colocar na mesa dos consumidores um produto que esteja à altura da reputação do nome. E a seca deste ano não parece ter tido efeitos negativos. Muito pelo contrário: de acordo com Fabio Scappaticci, responsável pela produção e qualidade da malteria Saplo, foram justamente as baixas precipitações que proporcionaram à produção de 2017 uma qualidade extraordinária. A cevada, o cereal mais usado para produzir a bebida refrescante e capaz de proporcionar perfumes e cores especiais, é principalmente cultivado no Coração verde da Itália. Na realidade, a Úmbria conta com mais de 300 agricultores e 3.000 hectares de terrenos cultivados e abriga 25 % das cultivações italianas de cevada dística para cerveja.

“Festejar a colheita da cevada com os agricultores do nosso setor nos permite tocar com as mãos o trabalho quotidiano que está por trás da Loira preferida dos italianos”, declara Federico Sannella, diretor de relações externas da cerveja Peroni.

Do evento participaram o prefeito de Deruta, Michele Toniaccini, Giuseppe Perretti, diretor do Cerb (Centro de excelência para a pesquisa sobre a cerveja) e o diretor de Confagricoltura da Úmbria, Cristiano Casagrande.