Pages Navigation Menu

Vinho: quantas virtudes em uma única bebida!

vino-calice-pe-labellers

As numerosas pesquisas realizadas ao longo dos anos confirmam que, se for consumido de modo responsável, o vinho proporciona vários benefícios ao nosso organismo. Há mais de um motivo que faz com que uma boa taça dessa bebida deliciosa, da garrafa mais comum ao rótulo mais famoso, seja muito útil para a nossa saúde e bem-estar. Então, vamos conhecê-los!

Ação antioxidante – O vinho, principalmente o tinto, é um ótimo antioxidante. A presença de resveratrol, um fenol encontrado na casca da uva, previne os tumores, possui uma ação antimutagênica em algumas células e é um estímulo à atividade de algumas enzimas úteis na eliminação de compostos potencialmente cancerígenos.

Ação antidepressiva – Conforme uma pesquisa realizada em uma amostra de 5.500 consumidores moderados, beber de duas até sete taças de vinho por semana reduz o risco de depressão. Ao ser bebido, o etanol em circulação no organismo possui a característica de interagir com os neurônios cerebrais produzindo sensações de euforia, com efeito antidepressivo, tranquilizante e determinando o desaparecimento das inibições.

Regulagem do colesterol – Já foi comprovado que o vinho tinto consegue influir positivamente na atividade do fígado, estimulando a produção de colesterol “bom”.  O resveratrol abaixa os níveis de colesterol LDL no sangue, prevenindo sensivelmente a formação de obstruções nos vasos sanguíneos.

Estimula a circulação – É um dos benefícios mais conhecidos e apreciados do vinho. Sabe-se que o hábito de beber uma boa taça de vinho durante as refeições é capaz de combater doenças cardíacas tais como infartes e derrames, além de arterioscleroses.

Sistema digestivo – A ação anti-inflamatória e as propriedades bactericidas do vinho combatem germes tais como a Salmonela e a Shigella, que provocam disenteria. O vinho combate o Helicobacter pylori, principal agente patogênico da mucosa gástrica.

Grande excelência do Made in Italy, esta bebida evidentemente faz bem, desde que não se excedam as doses recomendadas que consistem em uma, ou no máximo duas taças diárias consumidas, de preferência, durante as refeições.